“Onde moras?” (Jo 1, 38)

«Que procurais?»… Nesta procura é fundamental o papel de uma verdadeira testemunha, de uma pessoa que antes fez o caminho e encontrou o Senhor… Só um encontro pessoal com Jesus gera um caminho de fé e de discipulado.

Podemos fazer muitas experiências, realizar muitas coisas, estabelecer relações com muitas pessoas, mas só o encontro com Jesus, naquela hora que Deus conhece, pode dar sentido pleno à nossa vida e tornar fecundos os nossos projectos e as nossas iniciativas.

Não basta construir-se uma imagem de Deus baseada no que se ouve dizer; é preciso ir à procura do Mestre divino e ir onde Ele mora. O pedido dos dois discípulos a Jesus – «onde moras?» – tem um sentido espiritual forte: exprime o desejo de saber onde habita o Mestre, para poder estar com Ele.

A vida de fé consiste no desejo de estar com o Senhor, e portanto numa procura contínua do lugar onde Ele mora. Isto significa que somos chamados a superar uma religiosidade previsível e rotineira.

Para isso, é preciso reavivar o encontro com Jesus na oração, na meditação da Palavra de Deus e na frequência dos sacramentos, para estar com Ele e levar frutos graças a Ele, à sua ajuda, à sua graça. Procurar Jesus, encontrar Jesus, seguir Jesus: este é o caminho.

Papa Francisco, Angelus (resumo), 14 de Janeiro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *