Águas vivas

Porque, assim duma fonte muito clara, claros são os arroiozitos que dela saem, assim é uma alma que está em graça. Pois daqui lhe vem serem suas obras tão agradáveis aos olhos de Deus e dos homens, porque procedem desta fonte de vida, onde a alma está como uma árvore plantada; nem ela teria frescor e fruto, se não lhe viesse dali, é isto que a sustenta e faz com que não seque, e que dê bom fruto. Assim a alma, que por sua culpa se aparta desta fonte e se transplanta a outra de uma negríssima água e de muito mau odor, tudo o que dela sai é a mesma desventura e sujidade.

 Santa Teresa de Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *