6º – Novena de Nossa Senhora do Carmo

A Virgem Maria nas bodas de Caná

Flor do Carmelo, / Vide florescente, / Esplendor do Céu, / Virgem Mãe, singular. / Doce Mãe, / Mas sempre Virgem, / Aos teus filhos / Dá teus favores, / Ó Estrela do mar.

Leitura bíblica (Jo 2,1-12)

«Havia umas bodas em Caná da Galileia e a mãe de Jesus estava presente. Faltou o vinho e a mãe de Jesus disse-lhe: “Não têm vinho”. Depois disse aos serventes: “Fazei tudo o que ele vos disser”… Assim começou Jesus os seus sinais, manifestou a sua glória e aumentou a fé dos seus discípulos.

Reflexão

Quanto pode a intercessão de uma mãe! Nas bodas da época de Jesus, os vizinhos reuniam-se em casa dos esposos em cada entardecer durante sete dias seguidos. Compartilhavam os alimentos e o vinho, cantavam e dançavam. Maria dá-se conta de que o vinho acabou e acode ao seu Filho. Ainda que ele lhe dissesse que a sua “hora” da sua manifestação não tivesse ainda chegado, ela insiste e consegue que o seu Filho realize o primeiro sinal. Ao transformar a água de seis talhas destinadas à purificação, no vinho da festa, Jesus indica que já terminou o tempo da preparação e a chegada do cumprimento de que ele é o esposo, enviado por Deus para se unir em matrimónio de amor com a Igreja e com a alma de cada crente, para trazer à terra a graça da nova aliança, representada pelo “vinho bom”. O banquete de Caná, na realidade, celebra este desposório místico.

Peçamos a Maria que nos ensine a fazer sempre o que Jesus nos manda e que abra os nossos olhos para que compreendamos os sinais da presença amorosa do Senhor nas nossas vidas.

Oração

Senhora do Carmo, glória e esplendor do Carmelo, enche com a tua presença o caminho da nossa vida. A tua beleza, espelho da Beleza divina, irradie no mundo mansidão, paz e harmonia. A tua ternura, reflexo da Misericórdia divina, nos ajude a amar a Deus e aos irmãos com coração puro e recta consciência. A tua sabedoria, dom do Espírito Santo, nos eduque na escuta orante da Palavra e a vivê-la segundo os seus desígnios. A tua proximidade, sinal das promessas divinas, nos ensine a solidariedade e a caridade para com os pobres. Com o teu exemplo, ampara-nos, ó Maria, nossa Mãe e nossa Irmã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *