Educar para as virtudes

Temos de educar para as virtudes e elas são muitas. A pessoa sem fortaleza está vencida à partida. A pessoa sem temperança é escravizada, vai atrás de tudo, não tem liberdade interior nem consciência crítica. Uma pessoa sem sentido de justiça ou se torna uma realidade amorfa ou muito facilmente salta para a violência. E a prudência que é discernimento? Sem ela não sabemos encontrar o sentido e a medida das coisas, vê-las em profundidade, e andamos perdidos e desorientados.

Vasco P. Magalhães, sj

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *