5º Domingo da Páscoa (Ano C): “Dou-vos um mandamento novo”

“Dou-vos um mandamento novo”

– Dou-vos um mandamento novo: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei, amai-vos também uns aos outros (Jo 13, 34).

– O amor que Ele nos teve e tem me espanta a mim mais e me desatina, sendo nós o que somos (Santa Teresa de Jesus).

– O amor que se manifestou na Cruz de Cristo e que Ele nos chama a viver é a única força que transforma o nosso coração de pedra num coração de carne; a única força capaz de transformar o nosso coração é o amor de Jesus, se nós também amarmos com este amor. E este amor torna-nos capazes de amar os nossos inimigos e perdoar aos que nos ofenderam…

O amor de Jesus faz-nos ver o outro como um membro actual ou futuro da comunidade dos amigos de Jesus; estimula-nos ao diálogo e ajuda-nos a escutar-nos e a conhecer-nos reciprocamente. O amor abre-nos para o outro, tornando-se a base dos relacionamentos humanos. Torna-nos capazes de superar as barreiras das próprias fraquezas e preconceitos. O amor de Jesus em nós cria pontes, ensina novos caminhos, desencadeia o dinamismo da fraternidade (Papa Francisco, Regina Coeli, 19 de Maio, 2019).

– A primeira coisa que os discípulos experimentaram é que Jesus amou-os como amigos: «Não vos chamo servos… a vós que vos tenho chamado amigos». Na Igreja, temos que nos amar simplesmente como amigos e amigas. E entre amigos cuida-se a igualdade, a proximidade e o apoio mútuo. Ninguém está acima de ninguém. Nenhum amigo é senhor dos seus amigos.

Por isso, Jesus corta pela raiz as ambições dos Seus discípulos quando os vê a discutir quem é o primeiro. A procura de protagonismos interesseiros quebra a amizade e a comunhão. Jesus lembra-lhes o seu estilo: «Eu não vim para ser servido, mas para servir». Entre amigos, ninguém tem de se impor. Todos devem estar dispostos a servir e colaborar (José Antonio Pagola).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *