Das chagas de Jesus vem a misericórdia

Oito dias depois, isto é, exactamente como hoje, repete-se a aparição: Jesus vem ao encontro da incredulidade de Tomé, convidando-o a tocar as suas chagas. Elas constituem a fonte da paz, porque são o sinal do imenso amor de Jesus que derrotou as forças hostis ao homem, o pecado e a morte. Convida-o a tocar as chagas. É um ensinamento para nós, como se Jesus dissesse a todos nós: “Se tu não estás em paz, toca as minhas chagas”.

Tocar as chagas de Jesus, que são os tantos problemas, dificuldades, perseguições, doenças, de tantas pessoas que sofrem. Tu não estás em paz? Vai, vai visitar alguém que é o símbolo da chaga de Jesus. Toca a chaga de Jesus. (…)

As chagas de Jesus são um tesouro, delas vem a misericórdia. Sejamos corajosos e toquemos as chagas de Jesus. Com estas chagas Ele está diante do Pai, mostra-as ao Pai, como se dissesse: “Pai, este é o preço, estas chagas são o que paguei pelos meus irmãos”. Com as suas chagas Jesus intercede diante do Pai, dá-nos a misericórdia se nos aproximamos e intercede por nós. Não esqueçamos as chagas de Jesus.

Papa Francisco, Regina Coeli, 28 de Abril de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *