Via Sacra: 8ª-14ª Estações

8ª ESTAÇÃO – Jesus é despojado das suas vestes

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São João (19, 23) – Os soldados, depois de terem crucificado Jesus, pegaram na roupa d’Ele e fizeram quatro partes, uma para cada soldado, excepto a túnica.

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Senhor, nosso Deus, colocamos diante dos vossos olhos a multidão imensa dos homens e mulheres que sofrem a tortura, dos corpos maltratados. Nós Vos suplicamos, acolhei o seu gemido. O mal deixa-nos sem voz nem ajuda. Mas Vós sabeis o que nós não sabemos. Sabeis encontrar uma saída no caos e na escuridão do mal. Sabeis fazer brilhar, já na Paixão do vosso Filho predilecto, a vida da ressurreição. Aumentai em nós a fé! E com as palavras que nos ensinaste, pedimos: «Livrai-nos do mal»!

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

9ª – ESTAÇÃO – Jesus é crucificado

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São Lucas (23, 33-34) – Quando chegaram ao lugar chamado Calvário, crucificaram-No a Ele e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. Jesus dizia: «Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem».

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Senhor, nosso Deus, acolhei o nosso louvor silencioso. Como os reis que ficam boquiabertos diante da obra do Servo revelada pela profecia de Isaías (cf. 52, 15), assim permanecemos estupefactos diante do Cordeiro imolado pela vida nossa e do mundo; e confessamos que, pelas vossas chagas, fomos curados. «Como retribuirei ao Senhor todos os seus benefícios para comigo? (…) Hei-de oferecer-Vos sacrifícios de louvor invocando, Senhor, o vosso nome» (Sal 116, 12.17).

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

10ª – ESTAÇÃO – Jesus é escarnecido na cruz

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São Lucas (23, 35-39) – Os chefes zombavam, dizendo: «Salvou os outros; salve-Se a Si mesmo, se é o Messias de Deus, o Eleito». Os soldados também troçavam d’Ele. Aproximando-se para Lhe oferecerem vinagre, diziam: «Se és o rei dos judeus, salva-Te a Ti mesmo!» E por cima d’Ele havia uma inscrição: «Este é o rei dos judeus». Ora, um dos malfeitores que tinham sido crucificados insultava-O, dizendo: «Não és Tu o Messias? Salva-Te a Ti mesmo e a nós também».

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Senhor, nosso Deus, quem nos livrará das ciladas do poder segundo o mundo? Quem nos livrará da tirania das mentiras, que nos fazem exaltar os poderosos e, por nossa vez, correr atrás das falsas glórias?

Só Vós podeis converter os nossos corações. Só Vós podeis fazer-nos amar os caminhos da humildade. Só Vós…, que nos revelais que não há vitória senão no amor, e tudo o resto não passa de palha que o vento leva, miragem que desaparece face à vossa verdade.

Nós Vos pedimos, Senhor: dissipai as mentiras que aspiram a reinar nos nossos corações e no mundo. Fazei-nos viver segundo os vossos caminhos, para que o mundo reconheça o poder da Cruz.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

11ª – ESTAÇÃO – Jesus e sua Mãe

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São João (19, 25-27) – Junto à cruz de Jesus estavam, de pé, sua Mãe e a irmã de sua Mãe, Maria, a mulher de Cléofas, e Maria Madalena. Então, Jesus, ao ver ali ao pé a sua Mãe e o discípulo que Ele amava, disse à Mãe: «Mulher, eis o teu filho!» Depois, disse ao discípulo: «Eis a tua Mãe!» E, desde aquela hora, o discípulo acolheu-A como sua.

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Maria, sustentai em nós a fé nas horas tenebrosas, ensinai-nos a esperança contra toda a esperança. Guardai a Igreja inteira numa vigilância fiel, como foi a vossa fidelidade, humildemente dócil aos desígnios de Deus, que nos atraem para onde não pensaríamos em ir; que nos associam, para além de todas as previsões, à obra da salvação.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

12ª – ESTAÇÃO – Jesus morre na cruz

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São João (19, 28-30.33-35) – Jesus disse: «Tenho sede!» Havia ali uma vasilha cheia de vinagre. Então, ensopando no vinagre uma esponja fixada num ramo de hissope, chegaram-Lha à boca. Quando tomou o vinagre, Jesus disse: «Tudo está consumado». E, inclinando a cabeça, entregou o espírito. (…) Ao chegarem a Jesus, vendo que já estava morto, não Lhe quebraram as pernas. Porém um dos soldados traspassou-Lhe o peito com uma lança e logo brotou sangue e água. Aquele que viu estas coisas é que dá testemunho delas e o seu testemunho é verdadeiro. E ele bem sabe que diz a verdade, para vós crerdes também.

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Senhor Jesus, renovai em nós a alegria do nosso Baptismo. Contemplando a água e o sangue que escorrem do vosso peito, ensinai-nos a reconhecer de que fonte é gerada a nossa vida, de que amor está edificada a vossa Igreja, para que esperança nos escolhestes e enviastes a partilhar com o mundo.

Da chaga de Cristo jorra a fonte de vida que lava todo o universo. Que o nosso Baptismo seja para nós a única glória, numa acção de graças cheia de admiração.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

13ª – ESTAÇÃO – Jesus é descido da cruz

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São Lucas (23, 53) – José de Arimateia, descendo-O da cruz, envolveu-O num lençol e depositou-O num sepulcro talhado na rocha, onde ainda ninguém tinha sido sepultado.

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Não choreis mais, Maria! O vosso filho, nosso Senhor, adormeceu na paz. E o Pai d’Ele, na glória, abre as portas da vida! Alegrai-Vos, Maria! Jesus ressuscitado venceu a morte!

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

14ª – ESTAÇÃO – Jesus no sepulcro e as mulheres

Nós Vos adoramos e bendizemos, Senhor Jesus Cristo.

Porque pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Do Evangelho segundo São Lucas (23, 55-56) – As mulheres que tinham vindo com Ele da Galileia acompanharam José, observaram o túmulo e viram como o corpo de Jesus fora depositado. Ao regressar, prepararam aromas e perfumes; e, durante o sábado, observaram o descanso, conforme o preceito (23, 55-56).

Momento de meditação silenciosa.

Oração: Senhor, nosso Deus, dignai-vos abençoar todos os gestos das mulheres que honram, neste mundo, a fragilidade dos corpos que elas envolvem de doçura e consideração.

E a nós, que vos acompanhamos ao longo deste caminho de amor até ao fim, dignai-vos guardar-nos, com as mulheres do Evangelho, na oração e na esperança que sabemos correspondidas pela ressurreição de Jesus, que a vossa Igreja se prepara para celebrar no júbilo da Noite Pascal.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Santa Maria, imprimi no meu peito as chagas de Jesus crucificado e as dores do vosso maternal Coração.

ORAÇÃO CONCLUSIVA

Infundi, Senhor, a vossa graça, em nossas almas, para que nós, que, pela anunciação do Anjo, conhecemos a encarnação de Cristo, vosso Filho, pela sua paixão e morte na cruz, sejamos conduzidos à glória da Ressurreição. Pelo mesmo Cristo Senhor nosso. Amen.

Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe.

Graças a Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *