Jesus, esse Louco de amor, não é amado

Quando se ama não se pode deixar de falar do objecto amado. E ainda mais quando o objecto amado reúne em Si todas as perfeições possíveis. Não sei como poderia fazer outra coisa senão contemplá-Lo e amá-Lo. Que queres que te diga, se Jesus Cristo, esse Louco de amor me tornou louca? É um martírio aquilo que sofro ao ver que corações nobres e bem nascidos, corações capazes de amar o bem, não amem o Bem imutável; que corações agradecidos às criaturas não o sejam para com Aquele que os sustenta, que lhes dá e que lhes deu tudo, até dar-Se a Si mesmo.

Santa Teresa dos Andes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *