Dai-lhes vós mesmos de comer (Mc 3, 37)

Diante do grito de fome – todos os tipos de “fome” – de tantos irmãos e irmãs em todas as partes do mundo, não podemos permanecer como espectadores distantes e tranquilos. O anúncio de Cristo, pão da vida eterna, requer um generoso compromisso de solidariedade para com os pobres, os fracos, os últimos, os indefesos. Esta acção de proximidade e de caridade é a melhor verificação da qualidade da nossa fé, tanto a nível pessoal como a nível comunitário.

Papa Francisco, Angelus, 29 de Julho de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *