Cristo espera por ti

Peçamos a Deus de todo o coração para que se manifeste às nossas almas, Busquemo-l’O por meio da oração, ainda que não sintamos atractivo por ela. Busquemo-l’O por meio dos sacramentos. Nosso Senhor no-los  deixou para  nos unirmos mais à sua Divina Pessoa. Comunguemos o mais frequentemente possível para O amarmos mais. Quem se aproxima do fogo aquece-se.

 Santa Teresa dos Andes

Abrir

Pequenas virtudes.

Deve-se praticar as pequeninas virtudes, isto é, as virtudes naquelas coisinhas que parecem sem importância. Às vezes é difícil, mas Deus jamais nega a primeira graça que dá ânimo para vencer-se; se a alma corresponde, imediatamente encontra-se iluminada.

 Santa Teresinha do Menino Jesus

Em cada indelicadeza, assassino um pouco aqueles que me amam.
Em cada desatenção, não sou nem educado, nem cristão.
Em cada olhar de desprezo, alguém termina magoado.
Em cada gesto de impaciência, dou uma bofetada invisível nos que convivem comigo.
Em cada perdão que eu negue, vai um pedaço do meu egoísmo.
Em cada ressentimento, revelo meu amor-próprio ferido.
Em cada palavra áspera que digo, perdi alguns pontos no céu.
Em cada omissão que pratico, rasgo uma folha do evangelho.
Em cada esmola que eu nego, um pobre se afasta mais triste.
Em cada oração que não faço, eu peco.
Em cada juízo maldoso, meu lado mesquinho se aflora.
Em cada fofoca que faço, eu peco contra o silêncio.
Em cada pranto que enxugo, eu torno alguém mais feliz.
Em cada ato de fé, eu canto um hino à vida.
Em cada sorriso que espalho, eu planto alguma esperança.
Em cada espinho, que finco, machuco algum coração.
Em cada espinho que arranco, alguém beijará minha mão.
Em cada rosa que oferto, os anjos dizem: Amém!
 
 Roque Schneider

Abrir

Enraizar a Fé

Tem sempre uma fé inquebrantável no amor. Se tens que sofrer, é prova de que o Senhor te ama com um amor de predilecção.

 Santa Isabel da Trindade

Abrir

Oração de preparação do Capítulo

ORAÇÃO DE PREPARAÇÃO DO CAPÍTULO
DA ORDEM DO CARMO EM PORTUGAL
 
Ó Maria, vide florescente,
nas Bodas de Caná manifestante o segredo da tua vida,
quando disseste aos serventes: fazei tudo o que Ele vos disser!
Tu sabes, melhor do que ninguém,
que somos amados, que não estamos sozinhos nas dificuldades
e que Deus não desilude os que n’Ele esperam.
Flor do Carmelo e esplendor do Céu,
concede-nos a tua compaixão prática, o teu olhar atento,
para que saibamos ver o que faz falta, a nós e aos outros,
e o que é preciso realizar.
Estrela do mar,
faz-nos participar da tua confiança na Vida,
para que o nosso coração, inebriado com o vinho novo, que é Jesus,
arda de zelo pela causa do Senhor e dos Irmãos.
Doce Mãe, cuida de nós,
neste tempo de preparação do Capítulo da tua Ordem em Portugal,
e orienta as nossas inteligências e os nossos corações,
para que sejam sempre dóceis à acção do Espírito Santo. Ámen.
 

A reunião geral (capítulo) do Comissariado Geral da Ordem do Carmo em Portugal, que tem lugar de três em três anos, vai realizar-se em Fátima, na Casa São Nuno, entre os dias 29 de Março e 1 de Abril do corrente ano.

Abrir

Eis a tua Mãe

Fala à Santíssima Virgem de coração a coração. Quando te sentes só olha para Ela e verás que sorrindo te diz: “Tua mãe jamais te deixa só”.

 Santa Teresa dos Andes

Abrir

Sagrada Família

Não sei verdadeiramente como se pode pensar na Rainha dos Anjos, no tempo em que passou com o Menino Jesus, sem dar graças a São José, pelo auxílio que lhes prestou.

 Santa Teresa de Jesus

Abrir

Levanta-te e caminha!

Deixa a vida acontecer com tudo quanto inclui, tentações de todo o género, falta de coragem… Um santo vivo não está imóvel num nicho e o Espírito Santo não o abandona nos momentos difíceis. A grande prova de santidade não é não ter tentações nem deixar de sentir cansaço, não, é caminhar sempre, reagir, subir para Deus.

 Beato Padre Maria Eugénio do Menino Jesus

Abrir

Lembra…

Para estar com Deus não é necessário passar todo o dia na Igreja; podemos tornar o nosso coração num oratório para o qual nos retiramos de vez em quando para conversar com Ele tranquilamente, humildemente, amorosamente. Todos somos capazes de ter estes momentos de intimidade com Deus, uns mais e outros menos: Ele sabe bem o que pode cada um. Acostume-se pouco a pouco a adorá-lo desse modo, a pedir-lhe a sua graça, a oferecer-lhe de vez em quando o coração ao longo do dia, no meio dos seus trabalhos, em todos os momento se puder. Basta com uma simples elevação do coração. Uma simples recordação de Deus, um acto de adoração interior… Deus não nos pede grandes coisas: uma simples recordação de vez em quando, um acto de adoração, pedir-lhe alguma vez a sua graça, oferecer umas vezes os nossos sofrimentos, outras dar-Lhe graças. Pouco a pouco acostume-se a este insignificante mas santo exercício. Parece uma coisa sem transcendência e nada há mais fácil do que reiterar uma e outra vez ao longo do dia estes actos de adoração interior. Para amar, há que conhecer. Para conhecer a Deus há que pensar n’Ele com frequência. E quando chegarmos a amá-Lo, pensaremos n’Ele mais frequentemente, porque o nosso coração está onde está o nosso tesouro (Mt 6, 21). Pensemos n’Ele com frequência, pensemos muito n’Ele . Não precisamos de gritar alto: está mais perto de nós do que pensamos. Estas orações por breves que sejam são muito agradáveis a Deus. Como estar com Ele senão pensando n’Ele frequentemente? E como pensar n’Ele com frequência senão graças a um são costume que é necessário criar?

 Frei Lourenço da Ressurreição

Abrir