São José, padroeiro da boa morte

São José, meu amável protector, que morrestes nos braços de Jesus e de Maria, socorrei-me em todas as necessidades e perigos da vida, mas principalmente na hora suprema da minha morte, vindo suavizar as minhas dores, enxugar as minhas lágrimas, fechar suavemente  os meus olhos, enquanto pronunciar os  dulcíssimos nomes: Jesus, Maria, José, salvai a minha alma! Amen.

Assim, tomei por advogado e senhor o glorioso São José, encomendando-me muito a ele. (…) Não me lembro até hoje de ter-lhe suplicado algo que ele não tenha feito. Espantam-me muito os muitos favores que Deus me concedeu através desse bem-aventurado Santo, e os perigos, tanto do corpo como da alma, de que me livrou. Se a outros santos o Senhor parece ter concedido a graça de socorrer numa dada necessidade, a esse Santo glorioso, a minha experiência mostra que Deus permite socorrer em todas, querendo dar a entender, que São José, por ter-Lhe sido submisso na terra, na qualidade de pai adoptivo, tem no céu todos os seus pedidos atendidos. (…)

Eu queria persuadir todos a serem devotos desse glorioso santo, pela minha grande experiência de quantos bens ele alcança de Deus.

Santa Teresa de Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *