Ascensão do Senhor – Ano C

Havia de ser pregado em seu nome

o arrependimento e o perdão dos pecados a todas as nações (Lc 24, 47)

– Com a sua Ascensão, o Senhor ressuscitado quer mostrar-nos que a meta do nosso caminho é o Pai. A nossa primeira tarefa é a de sermos testemunhas da Bondade de Deus. 

– Crer na Ascensão de Jesus é crer que a humanidade de Cristo, da qual todos participamos, entrou na vida íntima de Deus dum modo novo e definitivo. Jesus ocultou-se em Deus, porém não para ausentar-se de nós, mas para viver, a partir desse Deus, uma proximidade nova e insuperável, e impulsionar a vida dos homens para o seu destino último.

– A Igreja existe para anunciar o Evangelho! Só para isto. E também, a alegria da Igreja é anunciar o Evangelho. A Igreja somos todos nós baptizados. Hoje somos convidados a compreender melhor que Deus nos deu a grande dignidade e responsabilidade de O anunciar ao mundo, de O tornar acessível à humanidade. Esta é a nossa dignidade, esta é a maior honra de cada um de nós, de todos os baptizados! (Papa Francisco).

– A fé cristã não é “ficar a olhar para o céu” esquecendo o que se passa à nossa volta. O “Céu”, que não é um sítio no espaço ou a tela de fundo azul que a atmosfera terrestre produz e onde os pardais voam, começa dentro de cada um de nós. É a vida divina que o Espírito Santo derrama em todos os que abrem o coração a Deus. Porque começamos a viver como Jesus. A fazer comunhão ainda que os egoísmos teimem em destruí-la. A trabalhar pela paz e pela justiça ainda que muitas sedes de poder ergam obstáculos. É quando olhamos à volta e vemos o que pode ser melhor e mais belo, que descobrimos a vontade de Deus. E com outros, inventarmos novos gestos de compromisso! (Pe. Vítor Gonçalves).

Oração

Senhor Jesus, subiste para o Pai, deste-nos o Espírito. Com a Tua vida plantaste em cada coração a esperança da vida eterna. Deste-nos a força suficiente para cumprir as exigências da missão que nos pedes: “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda a criatura”. Esta esperança é o segredo que nos faz sair de nós. A esperança cristã é actuante, não cruza os braços. A esperança é a palavra que traz dentro a confiança em Jesus que está sempre connosco.

Senhor Jesus, que vivamos sempre na Tua esperança, pois é tempo de ser esperança, é tempo de comunicar, é tempo de ser testemunha de Deus neste mundo que não sabe amar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *