Estou sempre em dívida perante os outros

Estamos sempre em dívida perante os outros. S. Paulo disse esta coisa espantosa: “Não fiqueis a dever nada a ninguém, a não ser o amor que devemos uns aos outros.” Nunca deixo de ser devedor de amor! Nunca posso dizer que trato alguém bem de mais. E, pela nossa limitação e egoísmo, ficamos sempre aquém daquilo que devíamos dar.

Vasco P. Magalhães, sj

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *