Carta aos jovens sobre Cristo (excerto)

Eu vos escrevo, jovens, porque sois fortes, porque a Palavra de Deus permanece em vós e porque vencestes o Maligno” (1 Jo 2,14).

Cristo é muito bom amigo, porque O vemos homem e vemo-lo com fraquezas e trabalhos, e é companhia” (Santa Teresa).

Não tenhais medo de ir contra a corrente, sede valentes, não deixeis que vos roubem a esperança… por favor não deixeis que vos roubem a esperança que Jesus nos dá” (Papa Francisco).

Neste diálogo quero meter Teresa de Jesus, a inquieta e andarilha, a que sai para as praças buscando amigos para tratar com Cristo, o Amigo verdadeiro. Talvez descubrais porquê Cristo pode ser vosso amigo. “Faz-nos tão bem voltar para Ele quando nos perdemos” (Papa Francisco). Recolho algumas das suas palavras:

* Não tenhais medo. “Não há aqui que temer senão que desejar” (Vida, 8, 5) Cristo é amigo de gente animosa; dá tudo e não tira nada. Só sabe amar. Respeita as vossas buscas, sabe curar feridas, espera sempre. Tem tempo para cada pessoa. Ninguém, como Ele, ama a vossa liberdade e a vossa verdade. Arriscai a confiar n’Ele. Partilhai com Jesus o vosso íntimo. Tratai-O como Amigo. Cristo será para vós a melhor companhia. “O amor de Cristo não conhece limites, não se cansa nunca e não se assusta diante da sujidade ou da miséria. Cristo veio para os pecadores e não para os justos” (Edith Stein).

* Trazei Jesus sempre convosco. “Não nos imaginemos ocos e vazios interiormente; dentro de nós há outra coisa mais preciosa, sem comparação alguma” (Caminho de Perfeição, 28, 10).

* Estais habitados. Aprendei a escutar o vosso próprio coração e o dos outros, o da humanidade e o da criação. Jesus não está morto, acrediteis ou não. VIVE dentro de cada ser humano: “Não estejais sem tão bom Amigo” (Caminho, 26, 1). Atrevei-vos a descobrir o que há debaixo do envoltório, os tesouros sempre estão escondidos.

Deixai-vos surpreender. Jesus não vos vai fazer propostas fáceis mas autênticos desafios: amar, perdoar, servir, perder para ganhar… Assustais-vos? É possível amar e viver de outra maneira.

* “Andar com alegria e liberdade” (Vida, 13, 1). Cristo vai dar à vossa vida um horizonte ilimitado, porque há muito que aprofundar e que encontrar n’Ele. À medida que fordes conhecendo a riqueza da sua pessoa, vos irá desvelando o mistério que se esconde em vós. O seu estilo de vida tão livre, a sua paixão por uma humanidade nova, a sua aproximação aos pobres, a sua intimidade com o Pai, a sua entrega crucificada por amor, a sua presença ressuscitada de paz e perdão… tudo isso vos ajudará a encontrar o sentido da vida. Ninguém fala ao coração como Jesus. Quando o descubrais, a cada noite sucederá uma madrugada.

* Tratai com Jesus. “Fica ali com Ele, verifica que o Senhor te olha, acompanha-O e fala-Lhe” (Vida, 13, 22). Jesus não é um problema, é uma pessoa que deseja a vossa amizade. Tratai com Ele, de igual para igual, como amigos que falam com o Amigo. Sempre que recordemos a Cristo, “lembremo-nos do amor com que nos fez tantas mercês, e quão grande no-lo mostrou Deus” (Vida, 22 14): tudo disse e fez por amor. É de fiar, as suas palavras são as suas obras. Dizei sem medo ao vosso coração: “Jesus é para mim e eu sou para Jesus”. Ponde a vossa vida nas suas mãos, abri o coração ao que Ele, tão amigo de dar, quer regalar-vos. De tanto olhá-Lo vos ficará impressa no interior a sua grandíssima formosura e a sua liberdade, como a Teresa (Vida 37, 4) e espalhareis beleza ao vosso redor, essa de que tanto necessita a humanidade. Com Ele a vosso lado, “vêm todos os bens” (Caminho, 26, 6).

* Fazei-vos amigos dos pobres. Partilhai gratuitamente a vida que levais dentro com os mais pobres. Não há aventura mais fascinante. Metei-vos nas movimentações do Espírito. Porque o vosso coração não tem fronteiras, construí pontes para chegar aos que estão na margem. “Obras quer o Senhor” (5 Moradas 3, 11). Deixai-vos surpreender pelas sementes de paz e de bondade que florescem no meio dos conflitos. “A ressurreição de Cristo provoca, por todos os lados, gérmenes desse mundo novo; e mesmo se os cortarem, voltarão a surgir, porque a ressurreição do Senhor já penetrou a trama oculta desta história, porque Jesus não ressuscitou em vão. Não fiquemos à margem dessa marcha da esperança viva!” (Papa Francisco).

* Caminhai agradecidamente. Abri-vos à emoção, à surpresa, à novidade que nasce de todo o encontro com Cristo. Ele vos ajudará a viver agradecidamente. Ele é fonte que jorra vida, o seu amor nunca se esgota. Ainda que tenhais dias sombrios, Ele “nunca vos faltará; ajudar-vos-á em todos os vossos trabalhos; achá-lo-eis em toda a parte; e pensais que é pouco ter um tal Amigo a vosso lado” (Caminho, 26, 1). Ainda que às vezes a vossa vida pareça um deserto, Ele é Horto regado. A sua Palavra, guardada no coração, vos tirará os medos, vos fortalecerá. “É ajuda e dá força; nunca falta” (Vida, 22,6), vos fará companhia e encherá de sentido solidário a vossa vida. Mesmo que haja cansaços, vos tornará a iluminar de novo. E a vossa vida será uma dança com a música universal do amor de Cristo. “É tarde, mas é madrugada, se insistimos um pouco”. Obrigado por esta partilha. Se algo vos fez vibrar, isso é vosso.

Pedro Tomás Navajas, OCD, Carta aos jovens sobre Cristo (excerto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *