Solenidade de Nossa Senhora do Carmo – 16 de Julho

«A devoção a Maria é uma das flores mais belas do jardim do Carmelo. Diria que é como um girassol. É uma flor que se eleva sobre todas as outras flores. Nascida sobre um grande tronco, cheio de folhas grandes, a flor eleva-se para além da folhagem verde e tem a característica de “voltar-se” para o Sol. Além disso é uma imagem do próprio Sol… Maria era uma Flor assim. Também nós, como flores da sua semente, podemos crescer e florescer diante do Sol que se infundiu nela e também nos quer transmitir os raios da sua luz e do seu calor» (Beato Tito Brandsma).

Nossa Senhora do Carmo e o Escapulário

Quando na Idade Média muitos peregrinos viajavam da Europa para a Terra Santa, alguns ficaram no Monte Carmelo e aí, no meio das suas celas (covas), construíram uma capela dedicada a Maria, a “Senhora do lugar”. Nela se reuniam diariamente para rezar e celebrar a Eucaristia. Assim nasceram os carmelitas.

Quando foram expulsos e alguns mortos, no século XIII, os carmelitas tiveram muitas dificuldades em serem reconhecidos na Europa como uma nova Ordem religiosa. Contaram sempre com a protecção de Maria, seu modelo de seguimento de Jesus Cristo e acabaram incluídos entre os frades Mendicantes, com uma espiritualidade e Regra próprias.

A sua vida e confiança na protecção de Maria fascinou muita gente. Para associar os leigos à sua espiritualidade, os carmelitas impuseram o hábito a muitos deles e criaram uma miniatura do avental desse hábito, o Escapulário, símbolo da protecção de Maria e da pertença espiritual à Ordem do Carmo.

O Escapulário tornou-se uma das devoções populares mais significativas na vida da Igreja. Quem recebe o Escapulário lembra-se sempre de imitar Maria, que escutava a Palavra de Deus, a cumpria e guardava no seu coração, seguindo Jesus Cristo até à Cruz. Quem o traz consigo confia na protecção de Nossa Senhora até à morte. O Escapulário do Carmo é um sinal do amor materno de Maria e a Maria, do modelo mariano de ser cristão, que pede sempre uma resposta de amor a Deus e ao próximo.

Usando o Escapulário, o devoto renova o seu compromisso baptismal de se revestir de Nosso Senhor Jesus Cristo, imitando e confiando em Nossa Senhora.

“Flor do Carmelo, vide florescente, esplendor do Céu, Virgem Mãe, singular. Doce Mãe, mas sempre Virgem, aos teus filhos dá teus favores, ó estrela do mar” (São Simão Stock).

Oração

Venha em nossa ajuda, Senhor, a poderosa intercessão da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe e Rainha do Carmelo, para que, protegidos pelo seu auxílio, cheguemos ao verdadeiro monte da salvação, Jesus Cristo Nosso Senhor. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *